quinta-feira, 31 de março de 2011

Boa Vontade pra ser Feliz


Achar a luz no fim do túnel, encontrar aquilo que chamam de felicidade como sendo a desmedida para tudo que achou-se ser algo belo, puro, na tentativa de achar Deus e nele auto-ajudar a si mesmo. A filosofia do Rock mostra isso. Mostra como toda essa coisa meio clichê de sex, drugs and rock n' roll não passa de um simples teatro. Este que muitos autores já antes de cristo diziam ser a arte. Há quem diga que Deus está na música, no teatro, na dança, ou em qualquer forma de expressão. Quem pode responder essa pergunta?
Neste ponto entra-se uma questão que não é possível discutir com poucas e boas palavras já que como mesmo a definição do blog diz... Estamos no inferno.
O inferno na Terra é real, basta olhar à sua volta. Para todos os milhões que ainda sofrem simplesmente por terem nascido na hora e no lugar errado. Pra todos os hipócritas que ainda cultivam o preconceito contra gente diferente, gente que escolheu por si mesma ser diferente da maioria de, desculpe o termo, retardados e babacas filhas da puta que colocam-se acima dos outros por possuírem maior poder aquisitivo.
Efetiva e verdadeiramente uma pena. Algo que na minha opinião não merece desculpas. Somente sendo uma criança, alguém que ainda não tenha experimentado os melhores prazeres dessa vida pra dizer que não. ''Eu não acredito em Deus, eu não acredito no bem, só no mau.''
E daí, novamente na minha humilde opinião, vem a tese de um filósofo muitas vezes mal interpretado como filósofo por seu estilo poético e trágico.
Um amigo meu que é professor de direito disse uma vez sábias palavras: ''Todo bom ateu idiota é um pela saco de Nietzsche''. Só mesmo sendo um babaca, idiota e filha da puta pra não enxergar que, bem ou mal, a religião alimenta alguma coisa nos corações das pessoas. Alimenta aquilo que todos no mundo conhecem, uma palavra que sem ela ninguém vive. Uma palavra que sem ela talvez o mundo nunca fosse mesmo pra frente em hipótese alguma. Acho que todos conhecem essa palavra de duas sílabas né.
Convenhamos caros leitores, que nem todos à nossa volta contém aquilo que muitos chamam de dom pra fazer alguma coisa. Nem todos tem uma desmedida daquilo que muitos chamam de espírito. Bom... Espírito em francês significa mente. E uma lei que Descartes prega, aquele cara do 'Penso, logo existo' e pai da matemática moderna, é a lei da Boa Vontade. Que para ser feliz, é preciso ter boa vontade e paciência com a ignorância pra rir e sorrir.
Com ou sem um Deus, se é que me entendem... Muahahaha. Afinal estamos no inferno.
Pessoalmente, os crentes não sabem o que fazem. Como assim Iron Maiden é música do demônio?! Será que eles não sabem o que é teatro? Será que eles não sabem que 666 é só um mero número? E que pode ser interpretado de milhões de formas? São perguntas que não cabem nem a mim e nem a ninguém responder. Pois se eu falar aqui que o Deus protestante não existe... Eu posso ser processado. Posso ser processado por danos morais a todos aqueles que acreditam, têm fé e que não largam e nem largariam dessa fé por nada.
Saibamos distinguir arte de vida. Pois afinal de contas, a vida imita a arte e a arte imita a vida... Estamos todos atuando no teatro da vida como diz Augusto Cury e como já dizia Shakespeare há muito tempo. Há muito tempo também os 2 pilares da filosofia ocidental discordaram dizendo que existe uma diferença entre o Mundo das Idéias e a Metafísica.

terça-feira, 29 de março de 2011

Seize the Day


Seize the day or die regretting the time you lost
It's empty and cold without you here, too many people to ache over

I see my vision burn,
I feel my memories fade with time
But I'm too young to worry

These streets we travel on will undergo our same lost past
I found you here, now please just stay for a while
I can move on with you around
I hand you my mortal life, but will it be forever?

I'd do anything for a smile, holding you 'til our time is done
We both know the day will come, but I don't want to leave you
I see my vision burn,
I feel my memories fade with time
But I'm too young to worry
(a melody, a memory, or just one picture)

Seize the day or die regretting the time you lost
It's empty and cold without you here, too many people to ache over
Newborn life, replacing all of us, changing this fable we live in
No longer needed here so where should we go?

Will you take a journey tonight, follow me past the walls of death?
But girl, what if there is no eternal life?
I see my vision burn,
I feel my memories fade with time
But I'm too young to worry
(a melody, a memory, or just one picture)

Seize the day or die regretting the time you lost
It's empty and cold without you here, too many people to ache over
Trails in life, questions of us existing here, don't wanna die alone without you here
Please tell me what we have is real

So, what if I never hold you, or kiss you lips again?
So I never want to leave you and the memories for us to see
I beg don't leave me
Seize the day or die regretting the time you lost
It's empty and cold without you here, too many people to ache over

Trails in life, questions of us existing here, don't wanna die alone without you here
Please tell me what we have is real
(Silence you lost me, no chance for one more day)
I stand here alone
Falling away from you, no chance to get back home.


-Avenged Sevenfold-

sábado, 26 de março de 2011

Balada do Louco


Dizem que sou louco por pensar assim
Se eu sou muito louco por eu ser feliz
Mas louco é quem me diz
E não é feliz, não é feliz

Se eles são bonitos, sou Alain Delon
Se eles são famosos, sou Napoleão

Mas louco é quem me diz
E não é feliz, não é feliz
Eu juro que é melhor
Não ser o normal
Se eu posso pensar que Deus sou eu

Se eles têm três carros, eu posso voar
Se eles rezam muito, eu já estou no céu

Mas louco é quem me diz
E não é feliz, não é feliz
Eu juro que é melhor
Não ser o normal
Se eu posso pensar que Deus sou eu

Sim sou muito louco, não vou me curar
Já não sou o único que encontrou a paz

Mas louco é quem me diz
E não é feliz, eu sou feliz.



-OsMutantes-

Consciência limpa



É tediante tentar ser perfeito
E tratar todos com o devido respeito
Se nem por isso vão te respeitar
Se não é por isso que alguém vai te amar

Cansado de morais que não satisfazem
A ninguém que não o seu ego
A não ser limpar sua imunda
Consciência pesada

Pare de dizer bom dia
De não zuar os outros
Com aquelas falsas ironias
Só por ser divertido

Fiquemos à vontade
Usando a palavrinha mágica
Se o demasiado faz mal
Bons modos não escapam

Não passam de mais um banal
E outro mal necessário
Se todo dia vejo gente
Morrendo de fome nas ruas

Consciência social pra quem te quer
Se você não pode fazer nada
Não tem porque se preocupar
Se fossem os pobres no seu lugar

Duvido que algum deles iria se importar
Com o pão que não conseguiu comer
Ou a esmola que deixaria de ganhar

Não coloque-se no lugar dos outros
Mas imagine os outros no seu
E pense de novo
Se alguém a sua volta vai lhe ajudar.

quinta-feira, 24 de março de 2011

Poema da necessidade

É preciso casar João,
é preciso suportar Antônio,
é preciso odiar Melquíades,
é preciso substituir nós todos.

É preciso salvar o país,
é preciso crer em Deus,
é preciso pagar as dívidas,
é preciso comprar um rádio,
é preciso esquecer fulana.

É preciso estudar volapuque,
é preciso estar sempre bêbado,
é precisoler Baudelaire,
é preciso colher as flores
de que rezam velhos autores.

É preciso viver com os homens,
é preciso não assassiná-los,
é preciso ter mãos pálidas
e anunciar o FIM DO MUNDO.


-Carlos Drummond de Andrade-

Tell me who are you




Don't wanna know who are you
Don't wanna hear your whispers
Just shup up
And listen

Everybody try
To say who they are
The only question I can do
To you

Is who the fuck am I?
Who the fuck I am?
Who do you think you're talking?!
( about love)
If you are never the same!

I just want good times
Give-me your hugs
Don't wanna hear another lie
Coming out through
Your mind.

terça-feira, 22 de março de 2011

A Cura: Chop hein Hauer


Parece que saem feromônios das minhas mãos. Até que sinto parecer uma ilusão... Nossa, que coincidência.
Todos estamos a todo momento na luta e no Chop. Não da pra parar, os instintos não deixam! E talvez Kant diga que não deixam mesmo. Bom, não sei se o homem citado seja a melhor pessoa pra falar isso. Eu já vi gente perder com 40 anos, mas morrer virgem é uma negação. Só sendo muito idiota ou muito gênio! Pra não conseguir pular a gradezinha, quebrar um o gelo, levar na persuasão racional, iluminista e tendo como base toda uma moral politicamente correta em base de seus ideiais. Talvez estejamos precisando ser uns tais de super homens pra agüentar tanta coisa, tantas cartas, tanto jogo, tanta droga que às vezes é impossível controlar ou sair dela... Maldito tabaco. Mulheres são uma droga, ou pelo menos tem o mesmo efeito.
De 14 a 99 anos de idade. É mesmo uma audácia contra a natureza humana.
Mas tudo bem, até porque eu acho que cada um, cada individuozinho tem um jeitinho particular de pensar. Quem sou eu, eu! Pra dizer que alguém não pode gostar de sexo? Afinal eu não sou Nietzsche, outro megalomaníaco. Mas esse um quase-virgem... Prazeres de rebanho né, desse jeito vai todo mundo querer ser pastor! Um padre não né, mas um pastor... Engraçado como a religião toma formas tão geniais e tão idiotas, queria eu ser ateu pra não ter que ficar enganando gente pobre de intelecto e outras coisas, gente que não deixou a menoridade. Gente que nunca pôde fazer suas próprias escolhas por causa de uma coisinha chamada política. Ou Sócrates ensinou Platão errado ou Aristóteles fumava maconha.
Absurdo o mundo é, eu só vou me calar quando alguém provar que o mesmo deixou de ser com Kant, Nietzsche, o carinha da foto, ou qualquer um desses malandros. Um homem, super-homem, Clark Kent, chame como quiser, não é capaz de mudar o mundo... Quem sabe todos possam? Quem sabe Deus não esteja mesmo morto?

Olhos verdes



Saber dizer quem é
Já é demais
Mas lembro da infância
Pouco porque faz

Tanto
Tempo que eu jogava cartas
Com uma sueca
Uma alemã
E outra que não parecia muito sã
(acabou caindo num buraco)

Jogo de apostas é olhar
O baralho é sedutor
A sueca me pedia pra parar
De toca-la com os olhos

Talvez
Já sei quem possa ser
Ainda que não seja uma falácia verdadeira
Eu sou o rei caveira

Rei das cartas, negócios e o resto
Que me aparecer
Não estamos num sanatório
Só faço parte do clube dos mortos.

Rico de espírito


Pra que a pressa se a intenção é a mesma?
Tantos versos num mesmo lugar
De meses, e meses
Inspirando o desconhecido

Mas se conselho fosse ótimo
O venderíamos
É o que fazem os psicólogos

Perdi minhas fotos
Mas não as lembranças
Hoje ganhei um prêmio
O sobre nome de um amigo antigo

Ninguém vive só de esperança
Mas viver sem ela
Dói
Nos corrói por dentro

Mal humor é falta de sexo
Mau humor é falta de amor
Não é por ser louco que você é um gênio

Ninguém entendê-lo que és artista
Não é por nascer pobre que você não pode morrer rico
Ou nascer rico e morrer pobre
Estamos vivos graças aos ricos de espírito.

Pra que a pressa se a intenção é mesma mesmo?
Todos os dias amigos vem e vão
Amores não
Pergunte a Platão.


(Agradecimentos a Ramon Belisio)

segunda-feira, 21 de março de 2011

Priori




Pessoas boas morrem cedo
Pessoas más morrem tarde
E certas pessoas
Vivem e morrem a toda hora

Eles só querem fazer
O que lhes vem à cabeça
A prioridade diz
A priori da vez
De quem quer ser feliz

Não é só olhar quem passa
Caindo do teto de uma farsa
Não é correr nem ficar parado
Num mesmo lugar
Você está atrasado

Pessoas morrem todos os dias
Pessoas rezam todas as noites
Eu tento não morrer
Eu tento, eu tento viver.

domingo, 20 de março de 2011

iGNORE





Eu queria rir só mais um pouco
E tentar me livrar
Desses que não querem ouvir
E só me chamam de louco.

Eles fingem não entender
Inconsciência sonâmbula
Dos que ainda temem ver (a música)
A realidade numa corda bamba

Tanto faz
Se tenho esse jeito de viver
De quem nunca foi igual
Ignorar quem nega o próprio ser
(a música)

Tanto faz
Ignorar o que não me satisfaz
Egos do tamanho do horizonte
Que o mar tece
Sobre o céu rosado do pôr do sol

Tanto faz chorar ou sorrir
Desde que eu consiga sentir (a música)
Só mais um pouco
Antes que me chamem de louco
De novo.

sábado, 19 de março de 2011

Me in you



Tell me when you will be hanging out
And how you do
This things you do
That just been too lazy
To help you out when you need

And ignore the times you squeeze
Laughing about how I don't have
Anymore lungs and questions
Of your mentions
About my sweater

But how can you believe in faith?
If you even pray
At least for us
You know I love your hugs
Anyway

I see much of me
In you
We should fix it
As soon

As your eyes decide
If my hand can take yours
If you can not avoid
My voice.

sábado, 12 de março de 2011

O ridículo anarquista


Se o prisma refrata a luz, então o que refrata o pensar? Seria muito fácil dizer ‘nós mesmos’. Mas por enquanto, não como resposta oficial, diria que é a alma do ser pensante. Pois sem ela o ato de pensar seria desprezível, além de inconseqüente, literalmente. Por que motivo pensar se não existisse nenhum ser vivo? O que seria feito do pensamento criado, e ainda... Quem o teria pensado? Muitas perguntas para somente uma resposta creio eu: A vida não faz sentido, e superar o niilismo significa ter prazer somente com o ato de pensar... A partir daí não precisaríamos de mais nada, estaríamos contrariando uma lógica que por milênios foi dita ao povo por aquela instituição... Aquela que me dá até nojo de dizer aqui o nome.
Um mundo anárquico não chegará... Mas não significa que eu não possa senti-lo. Dentro de mim, e só em mim. Se algum outro ser também sentir, então poderei ama-lo. Como amigo sendo homem, quem sabe algo mais né amiga? hahahaha

Afinal, um dos prazeres que mais importa é aquele feito de nostalgia... E quer saber? Chega de palavras difíceis, parece que eu preciso aparecer pra mim mesmo pra eu mesmo me achar alguém mais inteligente por estar usando um vocabulário mais ardiloso. Isso é ridículo! Mas quer saber... É muito bom não ter medo do ridículo!

Nesse link tem algo que eu nunca vou esquecer. E nessa época eu não sabia de porra nenhuma, não tinha conhecimento de nada, e mesmo assim era feliz, muito mais feliz do que sou hoje... http://www.planobeta.com/tag/pokemon/

A minha maldição é falar o que penso. Um problema assim como uma virtude, um meio para não ser aceito em grupos de panelinha... Aqueles mais infantis de ensino médio. Mas essa necessidade de participar de mais e mais círculos sociais sempre parte daqueles tipos que ainda não tenham usufruído das melhores coisas da vida, ou que pelo menos assim elas são conhecidas, rs.
No meu twitter eu uso o avatar do Peter Pan. Um dos personagens mais memoráveis não só para as crianças mas para todos aqueles que conseguem sentir o prazer de voltar a ser criança de vez em quando. De voltar a sentir-se feliz por uma mera especulação de que sua banda favorita está vindo para o seu país. Eu fiquei assim tantas vezes que até me esqueci de quantos anos eu fiz em janeiro.
Conseguir esquecer a idade que tem é um dom. Um dom que todos podemos e devemos ter, e que para tal não é preciso mais do que querer, e querer muito. Querer ser feliz sem precisar da aprovação dos outros, sejam eles seus pais ou sejam eles seus supostos amigos.
Os que não acreditam na sua palavra não são dignos de ter seu amor, sua amizade ou seja o que for que tenhas a dar. A melhor forma que encontrei pra viver não foi ao pé da letra, mas entrando bem no fundo das metáforas e procurando o que as palavras têm a dizer. Sejam elas literais ou sarcásticas.

quinta-feira, 10 de março de 2011

Excêntrico





Deixe seus olhos brilharem
Sua consciência sentir o que há dentro
De seus passatempos
Não deixe que acabem

Por conta de um
Ou outro pobre ingênuo
Liberte seu excêntrico
No corpo de um insano qualquer

Cadê minhas sinceras desculpas
Para os que não nunca acreditam
Cadê todo aquele sermão

De quem sempre ouvia não
Eu não quero ser seu amigo
Talvez prefira-lha como inimigo.

domingo, 6 de março de 2011

Tommy is High




Tommy is high with cocaine
Again
Tommy is high with marijuana
Oh no!
Tommy is high with booze!

And I don't know
What to do
To bring him back
To get him to stop (to stop)

Doing... That!
Using those drugs (using those drugs)
And I know I must warn him
Of the danger(of the danger)
That those ugly things
May bring...

To, his, head! (to his head)
And all the kinds of shits (all the kinds oh shits)
He has passed (he has passed)
Will keep repeting
If he doesn't stop...

And finally than
I'll have to take him
To the rehab (to the rehab)

Tommy is high with cocaine
Tommy is high with marijuana
Tommy is high with booze
Tommy is high again!

Oh no!
Tommy is high again
What a shame Tommy...
You should just drink coffee
And smoke cigarette.

terça-feira, 1 de março de 2011

Cegueira Inconsciente


Quando o inconsciente controla uma mente
Esta perde toda a noção do o que é real
E passa a agir de um modo que a pessoa nem sente
Se aquilo está ou não lhe fazendo mal

Se aquilo é ou não real
Sua fé acaba iludindo seus pensamentos
E os convence a controlar seu corpo de uma forma tal
Que nada nem ninguém é capaz de explicar seu comportamento

A não ser... Um Deus
Seja ele cristão ou judeu
Ele é a única explicação que todos dão às suas vidas
Tão egoístas a ponto de matar a própria família

Ou qualquer um que se oponha à tal religião
São todos dependentes de uma fé hipócrita
A ponto de não se respeitar quem escolhe não
Acreditar em uma força totalmente ilusória

Tanto que só sinto pena
Dos que acreditam em exorcismo e espíritos
Fábulas mais complexas do que Adão e Eva
Capazes de iludir até um erudito

A pior cegueira não é a dos cegos
Mas daqueles que se fazem como um
E nem tem o bom senso de perceber o tamanho do ego
Que os está ludibriando só por mais algum

Trocado
Pastores que se sustentam às custas
Dos menos afortunados que não tem nada a não ser sua fé
Para que um dia não se tornem um réu

Culpado
Simplesmente por serem simples demais
Para entender o complicado
Poder do duplipensar.