terça-feira, 27 de julho de 2010

Está tudo na sua...




Olá, de novo. Com esse post eu mantenho minha média de 1 por mes, e hoje eu vou falar... não sei, eu vou escrevendo e o que vier de util na minha cabeça eu escrevo, pq eu ja cansei de falar no msn/orkut/twitter e ver videos engraçados no youtube, acho que escrever alguma coisa pode... me fazer ter sono, é.
Mas eu ja tenho um assunto, um bem abstrato e subjetivo, que tenho certeza que todos ja ouviram falar mas nunca levaram a sério. Quero falar sobre o que pensamos, e o que valorizamos ou hesitamos agir de acordo com determinado pensamento. A famosa frase ''Está tudo na sua cabeça'' nao é tão simples quanto as palavras que a compõem, e eu queria explicar o por que, ou pelo menos o meu ponto de vista.
A forma mais simples de demonstrar o que eu vejo é através de exemplos. Mas acho que sempre que queremos explicar algo, dar exemploes é a forma mais rápida e eficiente pra fazer a pessoa entender, mas tmbm aquela que mostra que vc não sabe explicar a coisa em si. Eu vou citar exemplos e depois explicar, pq a minha explicação pode ficar meio vaga, por ser um assunto abstrato e tal.
O que vc pensaria de vc mesmo caso sentisse vontade de beber uma cerveja de manhã? ''Nossa, eu to virando um alcoolatra!'' ou o que pensaria caso vc tenha beijado alguém do seu mesmo sexo? ''Caralho, to virando viado/Ain, eu sou sapata?!'' ou quem sabe se fumar maconha uma vez: ''Porra, daqui a pouco ja to viciando!''
Esses pensamentos muitos ja tiveram, tanto que só os citei pois são experiências minhas, é pura generalização que a sua mente faz com medo caso vc goste e se acostume a fazer aquilo que vc nunca tinha feito, é o medo do desconhecido que é ativado. A questão é, vc não pode ter medo do desconhecido, isso é uma lição que vc leva pra vida toda. Vc vai deixar de conhecer uma mulher/homem só pq ele é diferente de todas(os) que vc ja conheceu? Pelo contrario né! Isso instiga a sua curiosidade. É claro que nos exemplos que eu citei o raciocínio é diferente. No caso de fumar maconha, se vc achar que fumar uma ou duas vezez o torna viciado, esse medo acaba sendo vantajoso, pq vc vai deixar de se envolver com algo que pode foder a sua vida, ou não. Mas de qualquer jeito, vc abdica dos riscos. A questão é, vc tem de saber separar o que realmente pode ou nao acontecer com vc devido a determinada ação. Os exemplos da bebida e do beijo refletem isso, pois vc não se torna um alcoolatra nem vai querer beber sempre de manhã pq um dia vc acordo com vontade de beber(cerveja, vodka, cachaça) pela manhã. É diferente caso vc transforme isso num hábito. Assim como beijar alguém do mesmo sexo, vc não se torna gay por ter beijado uma vez alguem do seu sexo, é só a pressão psicológica do o que os outros vão pensar e falar caso saibam. Se vc é alguem que ainda não sabe, e por isso resolveu experimentar, então não, vc nao se tornou gay por uma única experiência. Vc se tornará caso queira repetir com frequência a experiência de um beijo homossexual.
Enfim, acho que consegui explicar através dos exemplos que a tal da generalização faz com que nós pensemos e julguemos nós mesmos preciptadamente, ao se deparar com algo incomum ao nosso comportamento. Mas talvez não só com aquilo que nos é estranho, acho que tudo o que acontece à nossa volta, o nosso cotidiano, nossas manias, são tudo fruto de uma mente acostumada a fazer tal atividade. Eu gosto muito dessa frase, ''Está tudo na sua cabeça''. Alguma coisa só vai realmente significar algo pra vc caso vc queira que signifique, nao deixe que o julgamento dos outros ou mesmo a situação do momento decidam isso por vc.

terça-feira, 13 de julho de 2010

O Rock não acabou



Mas que felicidade, hoje é dia mundial do Rock, nada melhor para se escrever do que ele mesmo. Esse mês compensarei a minha falta de postagens nos ultimos meses, então antes de julho acabar, postarei mais coisas lol.
Pois bem, com tantos dias no ano, pq 13 de julho? Bom, há exatos 25 anos, em 13 de julho de 1985, ocorreu um dos festivais mais importantes da história da música, o Live Aid, feito para arrecadar fundos para combater a fome na Etiópia. O sucesso do evento foi tão grande que a ONU decretou que este dia passaria ser o dia mundial do Rock.
Mas nao é dessa época que eu quero falar, e sim dos dias de hoje, nao só do Rock, mas daqueles que o seguem como um estilo de vida. Pq será que ultimamente eu ouço pessoas dizerem que o Rock acabou? Pq hoje em dia não existem bandas como antigamente? Que fique bem claro com essa postagem que esse pensamento é muito errado. Dizer que o Rock acabou é típico daqueles mais velhos, que viveram sua juventude nos anos 70 e 80, a ponto de dizer que o Rock atual é um lixo. Eu tenho que discordar fortemente desse pensamento arrogante. Interpretei essa visão de um jeito que aqueles que hoje curtem as bandas atuais como eu, concordarão.
Como alguem tem coragem de dizer que Queens of the Stone Age, Foo Fighters, Pearl Jam, Avenged Sevenfold e Green Day não fazem um belíssimo Rock? Com certeza por puro orgulho a ponto de dizer que ''nao se faz mais Rock como antigamente''. Este é um tipo de pensamento que vem de uma cabeça fechada. Pq diabos o Rock atual tem de ser como o de antigamente? Pq o Muse tem de fazer um Rock parecido com o do The Who?
Esse é o tipo de pergunta que poucos se fazem. É muito diferente dizer que antigamente o Rock era melhor. Isso é um fato, mas dizer que hoje em dia o Rock acabou, é uma grande falácia.
Se nao houvessem bandas como The Doors, Cream e Iron Maiden, com certeza muitas bandas atuais perderiam muita influência e assim, muita qualidade que elas absorveram de bandas como as citadas, dos anos 60 e 70. Mas esse fato não lhe dá o direito de subestimar o Rock atual. O que mais fere o coração de muita gente e as fazem dizer que o Rock acabou, são alguns tipos de bandas que tem uma qualidade bem inferior ao que se era acostumado ouvir, ao exemplo cito All Time Low, Metro-Station, Nx-Zero e mais recentemente, COISAS ABOMINÁVEIS como Restart e Cine. A questão é, POUCAS bandas eu classificaria no nível destas. O Rock atual NÃO é feito de bandas como estas, mas como as citadas anteriormente. Essa generalização na hora de pensar no Rock atual é que me arranca o fígado.
Eu quero arriscar outro argumento. Vejamos, o Rock própriamnte dito surgiu no final dos anos 40, fenômenos como Chuck Berry e Muddy Waters faziam do Blues, o novo Rock n Roll. Mas só tornou-se realmente popular com o Elvis. Ou seja, daí em diante, os primeiros a fazer um bom trabalho, como Beatles, Cream e Yardbirds, tornaram-se aqueles mais influentes para as gerações seguintes. O mesmo aconteceu com o Hard Rock e o Heavy Metal dos anos 70. O que difere a nossa geração das outras, é exatamente a cabeça do adolescente atual. As COISAS ABOMINÁVIES que vemos hoje em dia é em prol do MAL GOSTO dos jovens para a música. Aquele argumento de que gosto é gosto, cada um ouve o que quer é patético, só uma desculpa para ouvir merda. Música é uma influência cultural e psicológica muito forte. Amigo, se vc gosta de ouvir merda, vc será terá uma cabeça de merda. Nem venha me dizer que ''Aposto um beijo que vc me quer'' é um Rock de qualidade. ''Ain, mas é power pop seu babaca.'' Eles fazem aquilo com uma guitarra, baixo, teclado e bateria. Isso é mais do que suficiente para se fazer algo que não machuque os ouvidos.
Enfim, para finalizar quero deixar outro fato que fez o Rock perder um pouco do seu poder nessa última década. Seu maior rival, a música Pop. Acho que quanto a isto não é preciso comentar mais nada certo?

sábado, 10 de julho de 2010

Paradoxos e clichês



A maioria das pessoas busca por todas as suas tediosas vidas por um sentido que as satisfaça. Dessa maioria, muitos acreditam ser o amor, muitos o prazer, sendo que estes dois sentimentos, também conhecidos como sensações, estão intimamente interligados, embora poucos consigam fazer esta ligação. Os hedonistas e os passionais são os que mais consideram-se felizes, mas no meu ponto de vista, também são os que mais facilmente se acomodam. Este comodismo, juntamente com o orgulho, são uma das principais características que nos impedem de crescer e evoluir como indivíduos.
São tantos que buscam a tal felicidade e as respostas para o por que estarmos vivendo neste lugar, mas como diz o clichê, os que mais pensam, são os que menos agem... Vivendo num mundo capitalista, devemos considerar e com muito respeito esses clichês. Se os que mais pensam não agem, é por medo de errar e ferir aqueles que amam. Mas engraçado, tem outro clichê que diz que errar é aprender, mas o que ele nao diz é que o aprendizado só vem com o arrependimento. Aproveitando o assunto, citarei duas frases geniais que conheço quanto ao comportamento humano, de Oscar Wilde, caras como ele são á prova de clichês: ''Experiência é o nome que os homens dão aos seus erros.'', e justificando esta, ''Os paradoxos da vida são os que mais fazem sentido.''
Mas eu queria falar mais daquele que mais sofre de clichês, o amor. No amor há o prazer, claro, encontra-lo é muito fácil, difícil mesmo é torna-lo parte da sua convivência com a pessoa amada. As divergências entre as pessoas vão sempre existir, não tente achar que amar alguem muito parecido com vc é uma maravilha, pois quando vcs discordarem de algo, por mais banal e simples que seja, as diferenças que antes eram invisíveis virão à tona. Parte da nossa missão para entender os outros e principalmente a nós mesmos, é enxergar nela algo de substancial e coerente, que agrade tanto a vc quanto a quem vc quer agradar. É essa missão que vai moldar o seu caráter, e o jeito como vc olha para os outros. Não é preciso ser um filósofo para interpretar os paradoxos que a vida nos dá.
Não é preciso mais do que um pouco de reflexão e auto-crítica para que nos sintamos bem com nós mesmos e as pessoas que nos cercam, sabemos bem que não é fácil lidar com as diferenças dos outros, ainda mais quando esta parte para a ignorância. Mas lidar com as divergências da vida, significa enfrentar aquilo que mais nos atormenta, psicológica e fisicamente falando. Mesmo tendo dito isso tudo, vou arriscar uma frase bem paradoxal a esse texto, também de Oscar Wilde. É, sou muito paga pau dele. Tente refletir... ''Assim como as mulheres, a vida não quer que vc a entenda, e sim que a ame.''