segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

Tédio, tenso tédio



Eu prometi a mim mesmo que só iria postar aqui de semana em semana, mas na dá, e a razão para isso está no título, o que torna isso ainda pior, é pq estamos no carnaval. Não quero começar a falar de carnaval pq posso demorar, tudo o que tenho a dizer é que não consigo ficar numa sensação termica de 50 graus centígrados e dançar axé e samba. Talves eu conseguiria se estivesse embriagado, e esse é motivo para todos conseguirem e eu estar me afundando no tédio. Sim, mas o que a bebida poderia ter a ver com a falta do que fazer? No meu caso é pelo fato de eu nao achar mais ninguem que goste de beber como eu, por motivos como: namorada, cansei dessa vida, tenho mais o que fazer do que perder o meu controle. Esta ultima é mentira, pq eu sei bem que não sou o único a passar por isso, mas ultimamente ficar entediado não tem me impulsionado a buscar por alguma coisa, o que é ainda mais desesperador. Quando não temos o que fazer, buscamos algo para nos distrair, dã ¬¬. Mas as minhas alternativas tem se reduzido muito, tanto que a minha ultima foi beber, e na minha ultima aventura eu bebi sozinho, mesmo com uns amigos por perto. Beber sozinho NÃO é legau, lembrem-se disso, pq a bebida é uma fuga dos seus problemas, defeitos e inconveniências da vida. Quando vc foge sozinho, vc se perde, e pra se achar depois é muito dificil, e eu estou perdido, tão perdido que agora me candidatei a ir em orkontro, lugar onde pessoas incomuns se conhecem e enchem a cara como diversão. Apoio totalmente a iniciativa deles, mas quando vc é o estranho entre esse povo e o que mais quer beber ao mesmo tempo, vc acaba se perdendo, de novo. Isto pois para beber em compania é preciso intimidade, pra rir um da cara do outro e sentir-se bem com isso. Eu sei que de tédio eu passei pra um papo de bebado sem solução, mas essa foi a alternativa que eu tomei, e só agora descobri que não tem mesmo solução. O que eu aprendi com isso? Não dá, não dá pra fugir do tédio.
Mas o tédio tem SIM um lado positivo, pois é um dos poucos meios que temos para encararmos a nós mesmos, e quando nós os fazemos, nos sentimos mais a vontade com a nossa pessoa e personalidade, sem distraçoes como shopping, entorpecentes, festas e derivados. Sim, todos nós precisamos dessas coisas quase que essênciais, mas não podemos nos tornar dependente delas, nem de nada exterior a nossa mente. É isso que faz com que esse assunto seja tão torturante pra qualquer um.

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

A paixão de chamar a atenção


Bom... o melhor jeito de me apresentar é como um adolescente com muitos conflitos, talves mais perdido do que a grande maioria. Quero dizer, eu tenho tudo o que a maioria tem, é só o meu jeito de pensar, que se destaca bastante, e não quero me gabar, longe disso, esse meu jeito pode acabar comigo a qualquer momento, a ponto de eu fazer uma besteira sem precedentes e inconsequente. Espero que os que passam pelos mesmos problemas que eu possam se identificar e se confortar sabendo que não estão sozinhos.
Mas só falar de mim não é assim tão interessante, eu preciso de um assunto no mínimo que instigue a sua curiosidade, e o de hoje é Paixões.
Sim, mas pq paixões? Pq sao elas que nos movem a fazer o que gostamos e ambicionamos, e não nos deixam desistir tão facilmente. E o que é melhor, vc nao precisa se explicar pra ninguem, tampouco para sua consciência, que vive querendo saber o pq dos seus atos impensados. Um forte exemplo de ato impensado(eu acho) é a paixão pelo futebol. Cara, como assim vc gasta dinheiro, tempo, e muita cabeça pra discutir com deus e o mundo pra convencer a todos que o seu time é o melhor? O que isso implica na sua vida? São coisas que vc nunca quis nem pensou em procurar por uma resposta. Seria complicado demais, entao vc ignora, simplesmente aproveita todos os pros que amar o futebol pode te trazer. Pular que nem um louco querendo que seu time vença, zoar os amigos pq o seu time ganhou do deles, socializar e conhecer gente nova com um abraço de um gol, analisar taticamente qual time tem a melhor estrutura, isso tudo com o intuito principal de APARECER. Mas será mesmo? eu vos digo que isso esta no nosso inconsciente. Nós não controlamos isso, é a simples natureza humana agindo. Mas não nos percamos no assunto que é paixões, e a paixao pelo futebol não é muito diferente da que sentimos pelas mulheres e homens em nossas vidas. Mas eu penso diferente quanto ao ser atraído por alguem. Nos sentimos atraídos por aqueles que nos são atraentes certo? Pelo menos eu não acho. Nos sentimos atraidos por aqueles que sabemos que todos acham atraentes, mas isso, novamente, esta no nosso inconsciente, nossa consciência nos diz que a pessoa amada NOS é atraente, quando só queremos expor aquela pessoa linda a todos os olhares a nossa volta, e adivinha, é assim que nós estamos chamando a atençao e querendo aparecer. A mesma coisa no futebol, vc nao vai querer torcer para um time furreca que nunca ganha, e sim para um grande do qual vc possa se gabar!
Esse lance de nós sempre agirmos com o objetivo de chamar a atençao dos outros me atormentou por um tempo, pq não é nada legau se deparar com um peso desses. Mas é verdade, psicologicamente provado aliás. Todas as nossas paixões são guiadas por esse, diríamos, infortúnio. Mas calma lá, nem tudo é chamar a atenção. Quando nos encaramos com um amor de verdade, é pq nós precisamos dele. O ser humano tem essa sensaçao de incompletude, que nos atormenta ate acharmos um parceiro, e eu lheS garanto, que um time de futebol nÃo é um amor verdadeiro como TODOS dizem, e sim uma louca paixão.
Eu por exemplo sou vascaino, como vcs vêem pela foto, mas nunca fui nenhum fissurado em futebol, ate pq nunca joguei futebol muito bem, e sinceramente, pra se gostar muito de um esporte é pq vc gosta muito de pratica-lo.Caso contrário, não vejo nenhum sentido mesmo, só pelo motivo ao qual dei mais atenção neste texto.